Alimentação saudável? 3 rasteiras a ter atenção!!

29/04/2019

 

De repente, parece que ficou na moda a suposta “alimentação saudável”! Mesmo sem se saber exactamente o que isso significa e havendo muita desinformação a circular, parece que existe uma sensibilização generalizada para o tema.

No entanto, daí à prática correcta, ainda vai alguma distância. É certo que cada vez mais os supermercados “convencionais” dedicam áreas cada vez maiores à categoria “comida saudável”. Isso é bastante bom, uma vez que disponibiliza, nos “sítios habituais”, alternativas de produtos menos industrializados. Mas há que ter cuidado na escolha! Existem algumas rasteiras a ter atenção.

 

Para tentar acompanhar essa nova tendência, a restauração, as marcas de produtores e os supermercados desdobram-se a apresentar novas soluções em embalagens especialmente estudadas para transmitirem a sensação de mais saudável (como a utilização da cor verde e/ou de letras com uma caligrafia mais “manual”). Multiplicam-se também as mensagens de marketing do tipo “natural”, “fibra”, “rico em…”.

Todas essas mensagens estão, no entanto, baseadas no conceito mais vulgarizado de que: Saudável=Dieta e, por sua vez, Dieta=Restrição de Calorias.

Ou seja, somos levados a considerar como saudáveis produtos associados à restrição calórica. E é aqui que se encontram as maiores rasteiras, pois quem acredita sem saber, eventualmente ingere menos calorias mas, ao mesmo tempo, pode estar a ingerir aditivos químicos ou ingredientes que não são de todo recomendáveis para uma alimentação verdadeiramente saudável.

 

Por isso, muito cuidado com as mensagens enganosas e com os conceitos supostamente associados a “light” e ”fresco” (dietas com restrição de calorias).

Veja então 3 rasteiras que considero muito importantes e que devemos ter atenção sempre que ponderamos comprar um determinado alimento que nos parece saudável.

 

1) Designação BIO ou Orgânico em produtos processados: Um produto embalado e/ou processado, que refere que os seus ingredientes têm origem na Agricultura Biológica, não é forçosamente saudável. A chancela de Bio/Orgânico refere-se ao modo como os ingredientes vegetais ou animais foram produzidos. No entanto, se o produto final foi elaborado industrialmente, o mais provável é que contenha um sem número de ingredientes não recomendáveis e/ou aditivos químicos. Alguns exemplos: bolachas, caldos tipo “Knorr/Maggi”, sumos, saladas/sanduiches prontas a comer embaladas. Verifique sempre os rótulos! e se encontrar coisas do género: goma de xantana; maltodextrina; realçador de sabor; emulsionante; gordura hidrogenada; dextrose; xarope de…; corante; etc…Evite!! Porque assim não serve de nada que os ingredientes de base sejam Bio. Para facilitar, não esqueça que pode utilizar o nosso Leitor de Rótulos!

 

2) Saladas pré-preparadas, embaladas, pontas a comer: Por ser salada, não quer dizer que seja saudável. Ser saudável depende de que tipo de ingredientes é feita. Mesmo que tenha sido elaborada com produtos de origem biológica, tenha atenção ao rótulo, verifique se, como é muito usual, não tem incorporados aditivos químicos. Também neste caso, se houver componentes como a maltodextrina, xaropes, corantes, aromas, etc….é de evitar consumir essa salada, por muito “leve” que lhe pareça ser.

 

3) Sanduiches embaladas e prontas a comer: Aqui aplica-se o mesmo que para as saladas. Mas neste caso, há a considerar o tipo de pão, se tem fiambre e/ou queijo e/ou molhos. Quanto ao pão, atenção, porque se for pão branco, significa que é feito de farinha refinada. Este pão apesar de poder não ter muitas calorias, tem um índice glicémico muito alto, ou seja, os açúcares que contém, sob a forma de amido, ficam altamente acessíveis ao organismo e contribuem para o aumento de insulina e, consequentemente, para a possibilidade de engordar. Infelizmente, hoje em dia, mesmo quando o pão não é feito de farinha branca e contém outras farinhas integrais, está muitas vezes também carregado de vários aditivos químicos. Especialmente o mais usado em sanduiches pré-embaladas: o chamado pão-de-forma. O fiambre já de si é um produto processado. Inclui açúcares e muitos outros aditivos. Quanto ao queijo, cuidado, o mais provável é que também seja industrializado e/ou que tenha origem em leite de produção industrial. Os molhos de produção industrial estão normalmente carregados de sal refinado, açúcares e de realçadores de sabor.

 

Portanto, informe-se sempre, verifique os rótulos e evite comprar o que não deve, nem tampouco é saudável, como pretendem fazer crer. Procure alimentos com o mínimo de ingredientes e com os ingredientes o mais parecido possível com o seu estado natural!

E não se esqueça que pode sempre ajudar com o nosso Leitor de Rótulos, disponível ao adquirir o nível Label Reset na nossa App Food Reset.

Please reload

Please reload

Please reload